Focando Educaçào

 

 

O que foi notícia em Educação
27/jun/2017

Cadastre-se para receber as notícias por e-mail! AQUI


Na Sala de Aula

Microduino descomplica eletrônica e dá vida a blocos de montar

À medida em que os currículos se tornam mais flexíveis para proporcionar momentos que buscam desenvolver a criatividade desde a primeira infância, cresce também o interesse de escolas por atividades como eletrônica, robótica e programação. Todo mundo pode ser um maker, ou seja, um criador. Mas educadores veem diante de si o desafio de encontrar maneiras que consigam facilitar as conexões entre códigos na tela do computador e os fundamentos e, assim, tornar tangível o conhecimento para a criança. (Porvir)

Sérgio Rodrigues vê abismo entre língua popular e língua culta

Com afeto, “Viva a língua brasileira!” fala sobre questões difíceis que envolvem nosso jeito de falar e de escrever o português. O autor do livro, Sérgio Rodrigues, demonstra uma lucidez cativante ao abordar modismos, origens mentirosas de palavras, cascas de banana e patrulhas que adoram corrigir o que não está errado. (Gazeta do Povo)


Avaliações

Escolas particulares também poderão avaliar desempenho de estudantes por meio do Saeb

  • As escolas privadas do ensino médio interessadas em verificar seu desempenho podem aderir ao Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2017 a partir desta terça-feira, 27. O prazo para adesão vai até 14 de julho. O anúncio foi feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta segunda-feira, 26, durante entrevista coletiva. Com as melhorias feitas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano, anunciadas após consulta pública no início do ano, a responsabilidade pelo Boletim da Escola foi transferida para o Saeb. (MEC)

Consórcio formado por FGV, Vunesp e Cesgrangrio organizará Enem 2017

  • Um consórcio formado pela Fundação Getulio Vargas, Cesgranrio e Vunesp será responsável pela aplicação e correção das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, afirmou nesta segunda-feira, 26, não estar ainda definido o custo para a realização do exame. A estimativa, no entanto, é a de que o contrato ultrapasse os R$ 619,2 milhões. (O Estado de São Paulo)

Enem 2017 teve mais de 6 milhões de inscrições, diz novo balanço do MEC

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 teve 6.731.186 inscrições, segundo um novo balanço realizado pelo Ministério da Educação (MEC) e divulgado nesta segunda-feira (26). O Enem 2016 registrou 8,6 milhões de inscrições confirmadas, em 2015, o número foi de 7,7 milhões. O Inep afirma que a queda se dá ao fato de o exame não ser mais um certificado de conclusão do Ensino Médio. (Universia)

  • Enem 2017 tem mais de 6,7 milhões de inscrições confirmadas (G1)
  • Encceja: prova que substitui o Enem para diploma do ensino médio e fundamental será em outubro (G1)

Gestão de Escola

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação culpa burocracia e construtoras

O diretor de gestão articulada e projetos educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Leandro Damy, atribui a culpa das paralisações a problemas “burocráticos” e às construtoras que não conseguem executar as obras previstas. “Pela situação de crise, elas (construtoras) se lançam em várias licitações e, muitas vezes, ganham em muitos lugares. Mas não conseguem manter tantas equipes”, diz. Ele afirmou que a prioridade é retomar as obras inacabadas, que já consumiram recursos públicos. (IstoÉ)


Leis, políticas e politicagens

Por que parte significativa do Plano Nacional de Educação já está atrasada

Após três anos, várias metas foram parcialmente cumpridas. Mas há pontos positivos. Para Daniel Cara, coordenador geral Campanha Nacional Pelo Direito à Educação, o descumprimento do Plano pelos dois últimos ciclos decorre da falta de prioridade dada a essa política. No entanto, uma política principal deixou o Plano um passo mais longe de atingir suas metas. “A aprovação da Emenda Constitucional 95/2016 - que limita um teto de gastos para a Educação - praticamente liquidou as chances de o PNE ser cumprido”, explica Daniel. “Ela inviabiliza tanto a expansão de matrículas quanto a instauração de um padrão mínimo de qualidade”, diz. (Nova Escola)


Para pensar - artigos e opiniões

PNE é a rota de navegação para a Educação resistir à crise

  • Estamos em meio a um turbilhão de reviravoltas e crises múltiplas que se sobrepõem. Crises política, econômica, institucional e ética, quatro áreas absolutamente necessárias ao avanço das políticas educacionais. Em meio a essa tempestade, nunca foi tão importante nos mantermos na rota e contarmos com um plano de navegação que una a todos na direção certa. (Huff Post Brasil)

Pesquisas e Estatísticas

84% dos brasileiros apoiam a discussão de gênero nas escolas

Os movimentos contrários à discussão de gênero nas escolas não expressam a opinião da maior parte da sociedade. É o que demonstra uma pesquisa encomendada ao IBOPE Inteligência pela Católicas pelo Direito a Decidir, divulgada na segunda 26. Dados do estudo, realizado em fevereiro deste ano com entrevistados de 143 municípios, revelam que 84% são favoráveis a discussão sobre igualdade entre homens e mulheres nas escolas; uma parcela de 72% também apoia a ideia de professores discutirem o direito das pessoas viverem livremente sua sexualidade, sejam elas heterossexuais ou homossexuais. (Carta Educação)

FNDE realiza pesquisa sobre prestação de contas municipais

  • Para auxiliar gestores e técnicos educacionais que enfrentam problemas no preenchimento da prestação de contas, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, lançou no dia 22 de junho uma enquete com questões específicas sobre o tema. Interessados em participar podem responder o questionário disponível na página do FNDE na internet. (MEC)

EAD

Online, MBA dá flexibilidade, mas cobra disciplina

  • Conseguir se organizar para estudar sem horário e local preestabelecidos é uma das grandes dificuldades de quem opta por se matricular em cursos a distância, em qualquer etapa da sua formação. Mas esse é um problema contornável, garante Gerson Lachtermacher, diretor de Programas e Processos Acadêmicos da FGV. (O Estado de São Paulo)

Ensino Superior

Ano sabático antes da faculdade ajuda a amadurecer escolha

  • A trajetória de um estudante é bastante previsível: ensino fundamental, ensino médio e, em seguida, faculdade. Certo? Nem sempre! Nos Estados Unidos, em alguns países da Europa e na Austrália, por exemplo, é muito comum que o jovem, ao sair do ensino médio, dê uma pausa nos estudos formais para viver alguma experiência de desenvolvimento pessoal, como um intercâmbio, um curso extracurricular, trabalho voluntário ou até um emprego temporário. É o chamado “gap year”, que em tradução literal seria ano de intervalo, mas costuma ser mais traduzido como ano sabático. (Gazeta do Povo)

Eventos

Encontro conecta empreendedores e especialistas em educação

  • Com a proposta de impulsionar startups engajadas com a transformação educacional, a gestora de investimentos Vox Capital e o Instituto Quintessa, focado na aceleração de negócios de impacto, irão promover um encontro para conectar empreendedores, especialistas e potenciais clientes da área de educação. (Porvir)

Outras do dia

Uninove terá de pagar indenização a aluna agredida durante trote

  • A Uninove (Universidade Nove de Julho) terá de pagar indenização por danos morais no valor de 50 salários-mínimos (o equivalente a quase R$ 47 mil) a uma estudante que foi vítima de agressão durante um trote universitário. A decisão foi tomada pelo ministro Luis Felipe Salomão, do STJ (Superior Tribunal de Justiça). (iG)

Para clipping de outros dias, acesse o blog: Clipping de Educaçào

Para dúvidas, problemas ou informações, envie e-mail para contato@focandoeducacao.com.br.

Nossos canais:


© 2016 Focando Educaçào.
Todos os direitos reservados.