Último programa

O desafio de
educar para o futuro

Como educar hoje para um mundo em constante evolução? Até que ponto é tecnologia? Até que ponto passa pelo afeto?

Postado em 17/ago/2017. Confira!

Confira a relação de programas e temas já publicados! Clique AQUI!

Veja um pouco de nossa história em fotos!

O que foi notícia! (18/ago/2017)

Receba gratuitamente as notícias por e-mail, AQUI


Educação no mundo de hoje

Pontocom

Ideias em Educação que merecem – e devem – ser espalhadas

O Estado de São Paulo

É possível aprender História com youtubers?

Gazeta do Povo

A vida após a formatura: um mercado distinto para cotistas

Veja

Justiça determina que MEC defina e implemente valor de gasto por aluno

G1


Veja todas as notícias do dia AQUI


Notícias para refletir

Cientistas demonstram a capacidade do nosso cérebro de aprender enquanto dormimos

(16/ago/2017) Segundo um estudo publicado nesta semana pelo periódico científico Nature Communications, o cérebro é capaz de aprender novos dados, mas apenas durante a fase de sono REM (movimento rápido dos olhos, na sigla em inglês).

BBC

Medo de passar vergonha impede inovação em sala de aula

(10/ago/2017) Você consegue imaginar por que a estrutura escolar, os métodos e a rotina em sala de aula parecem se repetir há anos? Uma pesquisa realizada pela antropóloga Lauren Herckis, na Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, pode ter encontrado a resposta: ela concluiu que os profissionais da educação têm receio de inovar ou implantar novas práticas por medo de parecerem estúpidos e passar vergonha diante dos alunos.

Gazeta do Povo

O QI brasileiro pode estar diminuindo, e a culpa é da escola

(09/ago/2017) Um estudo feito por pesquisadores estrangeiros chegou a uma conclusão que, se correta, é aterradora: dos 31 países analisados, o Brasil é o único que teve uma queda no QI (Quociente de Inteligência). A lista inclui nações de todos os continentes, do pobre Quênia à próspera Dinamarca.
O Brasil ficou mais rico e a nutrição melhorou no período analisado. Ou seja: para que tenha havido uma queda, é preciso que as escolas não só não tenham melhorado, mas piorado de qualidade.

Gazeta do Povo

'Não aceitamos crianças': avanço da onda 'childfree' é conveniência ou preconceito?

(09/ago/2017) No Brasil e no mundo, formou-se um nicho de espaços que rejeitam a presença de crianças, com a justificativa de garantir a tranquilidade dos demais clientes. Há diferentes interpretações jurídicas sobre o tema.

BBC

Smartphones estão aumentando crises de depressão em adolescentes

(07/ago/2017) Os smartphones são feitos para facilitar nossa vida e na maioria das vezes é o que eles fazem. Porém, um artigo da psicóloga Jean M. Twenge publicado no Atlantic indica que a tecnologia pode ser o motivo do aumento de casos de depressão em adolescentes.
Segundo Twenge, aqueles que nasceram entre 1995 e 2012 – a quem se refere como a geração “iGen” – são os mais afetados negativamente por smartphones. Aparentemente, por causa dos smartphones e o fato de estarmos conectados o tempo todo, a iGen se tornou uma geração mais deprimida em comparação com os Millennials.

Olhar Digital

5 mitos sobre o cérebro em que até neurocientistas acreditam

(21/jul/2017) Os mitos sobre o cérebro estão tão intrincados na nossa mente e no senso comum que, até para quem passa anos estudando neurociência, pode ser difícil desmarcará-los. Afinal, mitos tendem a ser empolgantes: quantas séries e filmes são baseados na premissa de que só usamos 10% do nosso cérebro?
Mito #1: Ensino adaptado a estilos de aprendizado
Mito #2: Inverter letras é sinal de dislexia
Mito #3: Ouvir música clássica aumenta capacidade cerebral em crianças
Mito #4: Crianças ficam agitadas depois de consumir muito açúcar
Mito #5: O lado dominante do cérebro afeta sua personalidade

Superinteressante

‘Pais-helicóptero’ estão criando filhos simplesmente 'inempregáveis'

(Opinião, 07/jul/2017) 'Pais-helicóptero' são os pais que estão sempre girando em torno dos filhos. Praticamente os embrulham em plástico-bolha, criando uma corte de jovens adultos que têm dificuldade de ter um desempenho satisfatório no trabalho e em suas vidas. 'Pais-helicóptero' pensam que estão fazendo o melhor, mas, na verdade, estão prejudicando as chances de sucesso dos filhos. Em particular, estão arruinando as chances de que os filhos consigam um emprego e consigam mantê-lo.

Huffpost